top of page
  • Foto do escritorAdriana Silva

Depois de registrar memórias das fazendas, escola e teatro, IPCCIC mapeia a fé

Livro e vídeo Memórias da Fé serão lançados em novembro.

O Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais (IPCCIC), trabalhou durante um ano registrando celebrações religiosas e manifestações de religiosidade nas cidades que compõem a Região Metropolitana de Ribeirão Preto. O projeto faz parte de uma coleção do instituto que vem, desde 2014, reconhecendo memórias de lugares e pessoas. O primeiro livro publicado foi Memórias dos Cafezais: a vida nas fazendas; o segundo concentra 56 entrevistas com as memórias do Theatro Pedro II e o terceiro da escola Otoniel Mota.


A equipe se dividiu e compareceu em eventos do calendário religioso, desde a Romaria de Nossa Senhora da Conceição Montesina, que acontece em setembro, em Monte Alto, até à festa de Bom Jesus da Lapa, em agosto, no município de Jardinópolis. Nesse intervalo de um ano visitou mesquita, centro, terreiro e muitos templos.


A obra e o vídeo estão focados na definição de fé dos depoentes. Os pesquisadores mapearam acontecimentos onde comumente a fé é evidenciada. A multiplicidade religiosa do Brasil faz parte do documento final e espelha as estatísticas deixando em destaque aquelas religiões que mais concentram fieis. Para não perder essa representatividade foi preciso estender a abrangência da busca indo também a Barretos, onde é possível acompanhar o trabalho na mesquita que reúne muçulmanos; fazer referência ao espiritismo de Franca e a romaria de Nossa Senhora das Graças, em São Joaquim da Barra.


Com 180 páginas o livro será distribuído gratuitamente. O projeto foi aprovado pelo Proac do governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativa, com patrocínio da Usina Alta Mogiana. O lançamento será no dia 23 de novembro.


Comments


bottom of page